Home Blog

O Potencial Fotovoltaico Brasileiro é Enorme!

O Potencial Fotovoltaico Brasileiro é Enorme!

A energia solar é uma fonte de energia renovável, limpa e ainda não explorada em todo o seu potencial no Brasil. O país é privilegiado em termos de recursos solares, possuindo uma irradiação média diária superior a 5.000 Wh/m² em grande parte do seu território. Essa abundância de luz solar representa um enorme potencial para a geração de energia elétrica a partir de sistemas fotovoltaicos, que transformam a radiação solar em eletricidade.

Segundo o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), o potencial fotovoltaico brasileiro é estimado em mais de 15 trilhões de megawatts, já que o país recebe mais de 2.200 horas de irradiação solar por ano. Apesar disso, ainda está distante dos países que mais produzem energia elétrica a partir dessa fonte renovável, ocupando atualmente a 8ª posição no ranking mundial.

Mercado de energia solar no Brasil

O mercado de energia solar no Brasil vem crescendo nos últimos anos, impulsionado pelo aumento das tarifas de energia elétrica, pela conscientização da população acerca da preservação dos recursos naturais e pela regulamentação da geração distribuída pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Para se ter uma ideia de tamanho crescimento, a soma da potência instalada no país passou de 7 MW em 2012 para mais de 24.000 MW em 2022. Nos quatro primeiros meses de 2023, no entanto, passou a somar 28.961 MW, contribuindo com um percentual superior a 13% da matriz elétrica brasileira e gerando mais de 800 mil novos empregos. Os dados são da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) e revelam a evolução da fonte solar fotovoltaica no país.

10 maiores produtores mundiais de energia solar

Conforme pontuamos anteriormente, o Brasil ocupa atualmente a 8ª posição no ranking mundial de energia solar. Apesar de um potencial fotovoltaico gigantesco, fica atrás de países que possuem menos incidência solar, tais como.



O que explica a 8ª posição do Brasil?

Na verdade, os oito primeiros países, apesar de terem uma irradiação solar média anual inferior à do Brasil, possuem grandes políticas de incentivos para o desenvolvimento do setor fotovoltaico. E isso, por sua vez, explica a expansão da geração solar e a redução dos custos dos materiais e de instalação.

Além disso, vale destacar que esses países têm uma maior demanda por eletricidade e uma matriz energética mais dependente de combustíveis fósseis, o que torna a energia solar mais competitiva e atrativa.

Principais áreas brasileiras de incidência solar

Em primeiro lugar, vamos entender o conceito de incidência solar. Em princípio, o termo é utilizado para mensurar a radiação do sol sobre uma determinada superfície do planeta Terra. Ela pode variar conforme a latitude, a altitude e as condições climáticas das diferentes regiões dos países.

No Brasil, apesar de a irradiação solar ser abundante, existem regiões com maior incidência solar do que outras. De modo geral, o cinturão solar é a área do país que maior recebe irradiação. Ele compreende a região Nordeste até o Pantanal e inclui parte de Minas Gerais, a região sul da Bahia, o norte e o nordeste do estado de São Paulo. Além desses estados, Mato Grosso, Pará, Goiás, Pernambuco e Alagoas também possuem excelentes condições para a geração de energia solar.

Vantagens de investir em energia solar

Investir em energia solar traz diversos benefícios para os consumidores e para o país, dentre os quais destacamos dois bastante relevantes:

1.
Redução da conta de luz

Em primeiro lugar, há que se destacar que aderir ao serviço de assinatura de energia solar que oferecemos permite economizar até 15% na conta de energia elétrica, sem a necessidade de fazer qualquer investimento ou obra no imóvel, podendo ele ser próprio ou alugado, casa ou apartamento.

2.
Preservação do meio ambiente

É importante lembrar que a energia solar é uma fonte limpa e renovável e, segundo a ABSOLAR, o seu consumo já evitou a emissão de mais de 12 milhões de toneladas de CO2 na atmosfera.

Impactos positivos da produção de energia solar para atendimento da demanda energética brasileira

Como vimos, o potencial fotovoltaico brasileiro é gigantesco e supera desafios da matriz energética atual, como escassez hídrica, aumento do consumo de recursos naturais e a dependência de fontes fósseis. A energia solar é limpa, abundante e descentralizada, podendo ser gerada em diferentes escalas e locais.

A produção de energia solar tem vários impactos positivos para a economia brasileira. Ela torna a energia elétrica mais barata, na medida em que reduz os custos de transmissão e distribuição de eletricidade no país. A energia fotovoltaica também proporciona um desenvolvimento sustentável às comunidades e contribui para a mitigação das mudanças climáticas.

Além disso, a geração de eletricidade a partir do sol oferece grandes benefícios econômicos para as pessoas e para as empresas, com a redução mensal de 15% do valor pago na conta de luz.

Resumindo, a produção de energia solar traz benefícios ambientais, sociais e financeiros para o país, contribuindo para o atendimento da demanda energética brasileira com sustentabilidade e competitividade.

Conteúdos relacionados

Meu primeiro acesso:

Ótimo, estamos prontos para começar a aproveitar as vantagens da Leve.

Vem de Leve

Acessar minha conta

Que bom ter você conosco!
Vamos leva-lo até suas vantagens

Esqueci minha senha